Maternidade

Amamentação

Se tem uma coisa super importante que temos que nos preocupar assim que nosso bebê nasce, é com a amamentação.

Se formos procurar na internet, vamos ver mil opiniões diferentes sobre como preparar os seios para a amamentação: tomar sol, passar bucha, passar creme, não fazer nada…Enfim, cada lugar fala uma coisa diferente, inclusive os médicos.

De qualquer maneira, como não são coisas difíceis de se fazer, acho que não faz mal nenhum pecar pelo excesso.

Bom, de “preparação”, eu passei bucha vegetal durante o banho e passei um creme, Massê. A bucha eu comecei com 7 meses e o creme só passei no último mês (porque troquei de médico e o anterior não tinha passado nada!).

Nos primeiros dias eu não senti dor para amamentar. Acho que porque ele mamava bem pouco. Depois começou a doer, mesmo ele pegando direitinho. Acho que era mais sensibilidade (talvez se eu tivesse passado a bucha mais vezes, não teria acontecido. Não sei.).

Assim que voltei pra casa comecei a usar a Lansinoh (lanolina pura). Para quem não sabe, é uma pomadinha importante e custa meio caro aqui (eu vi por R$90). Como eu viajei antes do Gustavo nascer, paguei $10 dólares!!!

Ela é ótima e rende muito, pois só um pouquinho já basta.E não precisa tirar para amamentar.

Passo ela todos os dias, mas não depois de todas as mamadas, porque eu esqueço! E meus seios não racharam nada!

Tem uma similar da Mantecorp, chama Lanidrat. Ganhei uma amostra na bolsinha que ganhamos na Pró Matre, mas não usei. Pesquisei na internet e está em torno de R$30.

A única coisa um pouco ruim, é que tenho MUITO leite e um seio enche muito mais que o outro. Então, tem horas que esse que enche mais fica duro e quente.

Meu médico disse que tenho que me cuidar muito, porque com isso, se eu tiver rachaduras, posso pegar uma infecção.

O jeito foi alugar uma bombinha elétrica (depois faço um post sobre ela e sobre o lugar que aluguei). Eu comprei uma manual da Avent nos EUA e no começo até que ela deu conta (e não machuca os seios), mas depois de 2 semanas, não tinha a menor condição de continuar com ela. Eu acordava de madrugada para dar de mama e depois tinha que ficar 2 horas com a manual para esvaziar! Sem condições!

O Gustavo mama a cada 3/4 horas, e acho maravilhoso, porque tem muito bebê que pede toda hora. Então isso facilita um pouco minha vida!  Ás vezes, ele pede antes, mas não é a regra.

Sobre isso, o pediatra disse que está bom o intervalo e que não era para eu dar antes de 2 horas. Mas também sei que cada pediatra fala uma coisa, então acho que o que vale é o bom senso. Se ele mama 10 minutos e dorme (ele é meio preguiçoso!), eu não vou esperar 2 horas se ele acordar 1 hora depois chorando de fome!

Sobre o tempo em cada seio, eu dou 15/20 minutos em cada um. O pediatra disse que é o tempo pra ele sugar a parte do leite com a gordura e tal….E sempre revezo o seio que deve começar, porque muitas vezes, ele mama 20 minutos em um e depois não quer mais.

Na minha família tenho uma caso onde a pessoa deu de mama em um seio só, porque o bebê não gostava do outro lado (isso faz 30 anos) e ela ainda tem diferença entre os 2 seios! Ficou muito feio!

Como o Gustavo também tem sua preferência, ás vezes é uma briga para ele mamar do outro lado, ás vezes fico 10 min “brigando”, até que ele cansa e mama!

Eu amamento na cama, encostada na cabeceira, com alguns travesseiros e vendo tv.

Tenho a almofada de amamentação, mas estou usando pouco. Acho que ela seria mais útil se eu tivesse comprado uma poltrona  ou se ficasse em um sofá, em uma posição mais ereta. Porque ela é muito boa pra apoiar o bebê e não cansar o braço….Ainda estou tentando achar uma posição boa para usá-la.

O mais chatinho, no meu caso (e acho que no caso de muitas!), é amamentar de madrugada!  Ás vezes eu durmo alguns segundos com ele nos braços (e duvido que a maioria das mães nunca tenha dado um cochilo também!). Por isso eu amanento mais pro meio da cama e sempre com algo apoiando ele.

Depois que nos tornamos mães, qualquer barulhinho ou movimento nos desperta, mas não é bom abusar!

Ele mama pouco de madrugada, geralmente 10 minutos e eu não acordo ele para mamar mais. Acho que isso pode ser um bom sinal, de que ele não precisa se alimentar tanto a noite.

Quem sabe ele não para logo!!

Acho que falei tudo sobre isso até agora!!!  Caso eu tenha alguma nova experiência, eu volto pra contar!!

Bjs,

Vanessa Paiva

 

Comments are closed.