Vida de Bebê

Adaptação na Escola: Quarto Dia

O quarto dia merece um post só para ele.

Todos os dias, quando eu e o Gustavo conversávamos sobre a escola, ele se mostrava animada para ir no dia seguinte.

Ontem ele deu um certo trabalho na escola e por isso, a tarde nem quis falar do assunto. Já imaginei que hoje seria um dia difícil. E foi.

Para começar, ele só desceu até o carro, porque deixei ele levar meu celular. Quando chegamos no portão do estacionamento, ele até me disse tchau e por um segundo, senti uma esperança que o dia não seria um desastre. Infelizmente, não durou muito.

Assim que estacionei, ele começou a chorar e não queria descer de jeito nenhum. Tirei ele do carro, conversando e tentando manter a calma, mas ele chorou até entrar na sala.

Fiquei por 5 minutos com ele, mas vi que não iria adiantar. Falei tchau, dei um beijo e sai deixando meu “bebezinho” aos berros. Fiquei na escola chorando por 1 hora sem que ele me visse.

Foi avassalador. De longe, o vi algumas vezes, mais calmo, mas ele não queria entrar na sala. Ficou brincando no corredor com uma das assistentes.

A professora veio falar comigo e só reafirmamos o que já sabemos: o problema não é sentir minha falta, e sim seguir a rotina. Ele quer ficar correndo e brincando. Ela também me disse que sempre as 11:00 ele costuma ficar muito nervoso  comentei que era sono. Inclusive comentei que hoje, provavelmente, seria assim, pois ele acordou as 5:30. Ela sabe que, obviamente, minha vontade era de levá-lo para casa, mas pediu para que eu continuasse firme.

Liguei na escola as 10:00 e me disseram que ele estava ótimo, mas naquele momento, estava no playground.

Fui buscá-lo no horário normal de saída e lá estava ele todo vermelho de chorar. A professora disse que ele apresenta alguns progressos, mas continua com problemas para ficar na sala. Ele brinca muito sozinho e isso não me preocuparia, se não fosse todo o resto.

Ele chega em casa muito cansado e só um dia dormiu direto no carro.

Bom, hoje passou, agora, amanhã será um novo dia!

Bjs,

Vanessa